Brasileirão Série A | Figueirense 2 x 1 Cruzeiro

Carlos Alberto marca na estréia e Figueirense vence o Cruzeiro por 2 a 1, pelo Brasileiro Série A.

Camisa 19 sai do banco de reservas para ser decisivo após seis meses sem jogar; equipe mineira segue sem triunfo no Brasileirão e ocupa a 18ª colocação.

Aos 30 anos e depois de seis meses sem jogar, Carlos Alberto voltou a ser decisivo dentro de campo. Neste domingo, no Orlando Scarpelli, o camisa 19 do Figueirense fez sua estreia e ajudou o time catarinense a vencer o Cruzeiro por 2 a 1 ao marcar o gol do primeiro triunfo no Brasileirão. O resultado faz o Alvinegro sair da zona de rebaixamento e, com quatro pontos, pular para 15º. A Raposa continua sem vencer na competição após quatro rodadas e é a 18ª colocada, com um ponto somado.

O Figueirense volta a campo na próxima quarta-feira, pela quinta rodada do Brasileirão. Enfrenta o líder Atlético-PR, na Arena da Baixada, às 19h30. O Cruzeiro busca a reabilitação no mesmo dia, mas às 22h, no Mineirão. O adversário é Flamengo, que neste domingo foi derrotado para o Fluminense e também segue sem vitória.

O jogo

Em busca da primeira vitória, Figueirense e Cruzeiro começaram a partida errando muitos passes. Com a bola nos pés, o time mineiro assustava mais. Aos oito minutos, Arascaeta recebe dentro da área bela ajeitada de Damião e Alex Muralha fez sua primeira intervenção. Quase dez minutos depois, o Figueira respondeu com Marcão, em chute defendido por Fábio. Os donos da casa pouco ficavam com a bola, mas quando a tiveram trataram de abrir o placar. Marquinhos testou firme e fez 1 a 0, depois de escanteio, aos 35 minutos. Se o time mineiro entendeu ser injusto sofrer o gol, respondeu de imediato e da mesma maneira. Pelo alto, Henrique cabeceou para o fundo das redes, aos 40 minutos.

Na volta do intervalo – que teve um pedido de casamento de um torcedor do Figueirense à namorada -, foram precisos quatro minutos para a partida ser desempatada. Carlos Alberto dominou na área e finalizou no cantinho, em sua primeira partida pelo Figueirense. Atrás do placar, o Cruzeiro foi para cima, enquanto os donos da casa se armaram para o contra-ataque. A pressão da Raposa foi grande, e Alex Muralha novamente foi decisivo, com boas intervenções. A criação dos mineiros, no entanto, deixou a desejar, e o Alvinegro saiu com o resultado positivo.

Compartilhe Agora!

Recomendados Para Você:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transforme seu Lazer em Algo LucrativoSaiba Mais >>