Campeonato Alagoano | Asa 2 x 1 CRB

Estádio VIP tudo sobre o jogo e sobre seu time: http://www.estadiovip.com.br

Fique por dentro do mundo do esporte: https://www.facebook.com/esportelovers

Curtam nossa página: http://www.facebook.com/LeandroSportsVideos

CRB segura pressão, elimina ASA e reedita final do Alagoano contra o Hulk
Regatas perde por 2 a 1 para o Alvinegro em Arapiraca, mas garante classificação à final. Após vice em 2014, Galo tenta a revanche contra o Coruripe a partir de domingo
O CRB se valeu da vantagem construída em Maceió, quando venceu por 2 a 0, e mesmo com a derrota por 2 a 1 para o ASA, em Arapiraca, está mais uma vez na final do Campeonato Alagoano. Clebinho inaugurou o marcador para o Regatas na etapa final e a virada, com gols de Uéderson e Didira, não foi o suficiente para o time da casa.
Figura experiente do Regatas, o lateral Paulo Sérgio comemorou à passagem a final, mas lembrou que o objetivo é a taça.
– É o objetivo da gente. O time que está sendo montado é para ser campeão sempre. Vamos respeitar o Coruripe, se preparar bem e partir pra final. Passamos por momentos de dificuldades, cobranças, mas soubemos sair – destacou.
A decisão, uma reedição do campeonato passado, quando o Hulk acabou com a taça, tem início neste domingo, às 16h, no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. Na próxima quarta-feira, às 22h, o Estádio Rei Pelé, em Maceió, recebe a partida de volta.
O jogo
Precisando de uma vitória por dois gols de diferença, o ASA iniciou a partida tentando sufocar o CRB. A equipe regatiana resistiu bem a pressão inicial e chegava com perigo quando ia ao ataque. Em duas oportunidades, Paulo Sérgio deixou Gabriel e Daniel Marques em condições de abrir o placar de cabeça, mas Marcão impediu o pior para o time da casa. Alex Henrique teve a melhor chance alvinegra no primeiro tempo, mas Júlio César fez bela defesa com o pé e garantiu o zero no placar.
O início da segunda etapa indicava mais pressão do Fantasma, mas logo aos três Clebinho se livrou da marcação na área e abriu o placar para o Regatas. Sem desanimar, o ASA seguiu pressionando e Uéderson aproveitou bela assistência de Didira para empatar. A partida ficou aberta, sem passar muito pelo meio-campo, e o ASA, já aos 39, foi quem mexeu de novo no marcador, com Didira. Após o gol, sufoco contra a meta de Júlio César, mas o Galo conseguiu segurar a classificação e está mais uma vez na final do estadual.

Compartilhe Agora!

Recomendados Para Você:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transforme seu Lazer em Algo LucrativoSaiba Mais >>