Campeonato Goiano | Anapolina 0 x 1 Atlético-GO

Curtam nossa página: http://www.facebook.com/LeandroSportsVideos

Atlético-GO aproveita falha de goleiro e derrota Anapolina na estreia: 1 a 0
Dragão é dominado pela Xata, mas conta com a sorte em gol do estreante Rafinha após erro bizarro de Ney; donos da casa perdem pênalti com Viola e param em Márcio.

Atual campeão goiano, o Atlético-GO não mostrou, nem de longe, o bom futebol que lhe rendeu o título em 2014. Sem entrosamento e organização, o Dragão foi envolvido pela Anapolina na estreia dos dois times na competição. Mas no futebol, a sorte é um componente que decide jogos. Para o bem da equipe da capital. Graças a um erro grotesco do goleiro Ney, Rafinha balanço a rede no Jonas Duarte e garantiu os três primeiros pontos do clube no início da luta pelo bicampeonato.

Descontada a ausência de ritmo de jogo, comum no início da temporada, o Dragão mostrou muitas deficiências. Além do gol, fruto de uma falha adversária, o Dragão só assustou a defesa adversária uma única vez, também em conclusão de Rafinha, para fora. A sorte, que sorriu para o clube campineiro, faltou aos donos da casa, que perderam um pênalti com Viola ainda no primeiro tempo.

Os dois times voltam a jogar na quarta. Enquanto o clube da capital recebe a Aparecidense, no Serra Dourada, às 19h30, a Anapolina vai a Trindade e enfrenta a equipe da casa no estádio Abrão Manoel da Costa, às 20h30.

Dragão marca em falha bizarra
A Anapolina esteve melhor durante a maior parte do primeiro tempo. Os jovens Felipe Baiano e Felipe Brisola tomavam conta do meio campo. Na frente, o atacante Sandrinho infernizava a zaga rubro-negra com muita rapidez, mas com deficiência na conclusão. O Dragão, por sua vez, pouco produziu. Único atacante da equipe, Yago recebeu a bola poucas vezes. Thiago Primão era sobrecarregado no na criação, que era dificultada pela escalação do destro Pedro Bambu na lateral-esquerda. Por aquele setor, o time pouco produziu.

A Xata pressionava, mas quem abriu o placar foi o time da capital. Aos dez minutos, Eduardo fez lançamento da intermediária e a bola que parecia fácil para Ney, passou por baixo do corpo do goleiro. Oportunista, o estreante Rafinha só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio. Após o revés, a Rubra seguiu melhor e buscava o empate. Endiabrado, Sandrinho quase marcou aos 32 em belo chute que Márcio espalmou. A melhor oportunidade veio aos 43, quando o camisa 11 da Anapolina recebeu em velocidade e foi derrubado fora da área. Mesmo assim, o árbitro Elmo Rezende assinalou pênalti. Viola cobrou e mandou na trave.

Pressão sem resultado
A segunda etapa foi toda da equipe da casa. Com um domínio ainda maior, a Anapolina mantinha a posse de bola e pressionava o adversário constantemente. Viola chegou a marcar logo aos 4 minutos, rapando a cabeça na bola, mas foi novamente flagrado em posição irregular. Na única boa chance atleticana, Rafinha recebeu em velocidade de Eduardo e livre, chutou por cima.

A Xata tentou a igualdade até os últimos minutos. Durante um período, o técnico Edson Júnior chegou a manter três atacantes em campo. Mas a falta de pontaria ofensiva e a boa atuação do goleiro Márcio, em pelo menos três oportunidades, evitaram que o placar fosse alterado.

Compartilhe Agora!

Recomendados Para Você:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transforme seu Lazer em Algo LucrativoSaiba Mais >>