Libertadores | Olimpia 1 (1) x (3) 0 Botafogo


Futebol Milionário

Libertadores

Melhores Momentos

Olimpia 1 (1) x (3) 0 Botafogo. Gatito entra, defende três pênaltis e coloca o Botafogo na fase de grupos da Libertadores.
Alvinegro perde por 1 a 0 no tempo normal, mas leva a melhor na disputa de pênaltis. Ex-Cerro Porteño, maior rival do time da casa, goleiro substitui lesionado Helton Leite no 2º tempo e vira herói da classificação.

O JOGO
VAGA NOS PÊNALTIS
Foi sofrido, foi nas penalidades, foi a cara do Botafogo. Após levar pressão e perder por a 1 a 0 para o Olimpia no tempo normal, o Alvinegro levou a melhor nas disputa de pênaltis por 3 a 1 e conquistou a tão sonhada vaga para a fase de grupos da Libertadores. E coube a Gatito Fernández, velho conhecido do time da casa por ter jogado no arquirrival Cerro Porteño, calar o lotado estádio Defensores del Chaco. Após entrar na fogueira, no lugar do contundido Helton Leite no 2º tempo, o goleiro paraguaio defendeu três de quatro cobranças de pênaltis e garantiu a classificação.

PRIMEIRO TEMPO
Foi um primeiro tempo truncado, de poucas oportunidades. Dono da casa, o Olimpia buscou propor o jogo desde o início. Mas, diferentemente da partida contra o Colo-Colo, o Botafogo conteve a pressão. O primeiro lance de perigo só veio aos 17, em uma blitz do time paraguaio, após a zaga alvinegra bater cabeça. Bem postado, com duas linhas de quatro, o Alvinegro mirava os contra-ataques. A partida começou a esquentar a partir dos 35, com chegadas mais fortes e reclamações. Aos 42, Camilo acionou Pimpão que bateu cruzado para defesa do goleiro. O Olimpia teve duas chances nos minutos finais. Uma bola levantada por Mouche e um chute perigoso de Ortiz, mas Helton Leite se saiu bem nas duas ocasiões e o placar seguiu zerado.

SEGUNDO TEMPO
O Olimpia voltou para o segundo tempo com Roque Santa Cruz, em busca de uma maior referência no ataque. E o veterano teve duas boas chances, uma aos 10, em bola sobrada na área, outra aos 30, em cabeceio após cobrança de falta. Aos 15, Helton Leite, um dos destaques do jogo até então, sentiu uma contusão na coxa e precisou dar lugar a Gatito. Recuado e sem opções para sair em velocidade, o Bota deixou o Olimpia tomar conta do jogo. E aos 34 a pressão paraguaia se converteu em gol, nos pés de Brian Montenegro. A tensão prosseguiu até os 50 minutos, quando o árbitro apitou e mandou o jogo para os pênaltis.

Descubra Os Problemas Do Maior Inimigo Dos Atletas

DISPUTA DE PÊNALTIS
Camilo, Rodrigo Pimpão e Victor Luis converteram as penalidades para o Botafogo.
Gatito Fernández pegou as cobranças de Richard Ortiz, Jorge Mondoza e Julián Benítez. Rodi Ferreira foi o único a marcar.

Compartilhe Agora!

Recomendados Para Você:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Transforme seu Lazer em Algo LucrativoSaiba Mais >>